Minha Área

Pondo ordem na bagunça

1 de Julho de 2015

Publicado em Manutenção por Minha Área | Nenhum comentário

Saiba como o ‘personal organizer’ pode ajudar a manter em dia suas tarefas rotineiras e ainda economizar tempo

Já ouviu falar em “personal organizer”? A atividade é relativamente nova, mas lida com problemas antigos, como a falta de organização e a perda de tempo em tarefas rotineiras. Se você não consegue colocar ordem na casa, seja de forma frequente ou pontual – como uma mudança ou a chegada de um bebê –, talvez valha a pena contar com ajuda extra.ordem-na-bagunça

De acordo com Simone Serrano, da Organizzarte, um personal organizer busca entender o problema e a necessidade de cada um e oferece a solução personalizada levando em conta o estilo de vida, a rotina, questões familiares e espaços físicos.

“Um personal organizer atende demandas variadas, como organização residencial – seja de uma casa já instalada ou a organização de mudanças para novas residências;  organização para noivos  que estão em fase de montagem da nova casa ou querem organizar os presentes recebidos; recém-casados que desejam implantar uma rotina doméstica; futuras mamães, que estão organizando o quarto e o enxoval;  treinamento de empregadas; mudança de executivos; e até pós-funeral, ajudando os parentes a se reorganizarem em relação aos pertences”, explica Simone.

Energia estacionada

Quem questiona se deve ou não contratar um serviço do tipo, deve avaliar se está dando conta de resolver a desorganização sozinho ou não. “O objetivo da organização é simplificar a vida do cliente para torná-la mais prática e funcional, resultando em qualidade de vida e bem-estar”, explica a personal organizer Emília Ventura.

“Quando a bagunça continua e se acumula, ela também vai deixando nossa energia estacionada e temos a sensação de estar cada vez mais afundados na desordem, o que gera estresse, inclusive, na vida pessoal”, afirma.

Simone Serrano ressalta que, antes de qualquer coisa, o processo de organização também requer mudança de atitude. “De nada adianta uma profissional implantar processos de organização, se não houver vontade e dedicação de manter esse processo”.

Organizando o tempo

Outra das facetas do trabalho de personal organizer é a organização do tempo, especialidade da diretora de planejamento da EVCOM e consultora em gerenciamento de tempo e organização pessoal Alexandra Santos.

“O foco do meu trabalho é realizar consultoria em gestão do tempo. Sempre digo que a maior bagunça não está na casa ou no trabalho, mas sim dentro de você. Uma pessoa desorganizada invariavelmente tem problemas de relacionamento e se sente mais cansada que a maioria. É o que sempre está gripado, o que sempre pega virose. Isso significa que seu corpo está tentando te limpar por dentro e organizar sua vida. Muitas vezes esses sintomas não são levados em consideração. Meu trabalho consiste em apresentar algumas situações e fazer com que o próprio desorganizado entenda em que precisa mudar”, explica.

Quem procura o trabalho da Alexandra normalmente são pessoas com muitas atribuições. “Trabalham, estudam, têm família e, levando essa vida, não sabem dizer não, não sabem delegar, não sabem dividir. Vivemos num mundo muito cruel e opressor, que diz que a gente precisa ser bem-sucedido, bonito e, além disso, temos de ser ótimos pais e mães. No fim das contas, a gente não ‘tem que’ nada disso. As únicas coisas que temos que fazer são as necessidades básicas de sobrevivência: respirar, comer, dormir. O resto são adaptações da vida. É isso que tento passar para quem me procura”.

Relação custo-benefício

Como a atividade é nova, existe uma ideia de que o serviço de um personal organizer é muito caro ou apenas voltado às classes mais instruídas, mas não é bem assim.

“Existe serviço de organização para todos os bolsos. O orçamento pode variar desde R$ 50 reais por hora até R$ 250, ou a diária custar cerca de R$ 200 reais, mas tudo é bem negociável. Uma opção de investimento é a consultoria, quando a personal organizer avalia o problema do cliente e, com a esta base, oferece uma orientação personalizada de como organizar sozinho o seu espaço. Este tipo de serviço tem uma vantagem: através desses ‘exercícios de casa’, o cliente aprende os benefícios da organização e compreende que, para isso funcionar, é importante mudar os seus hábitos, ainda que respeitando o seu ritmo”, conta Emília Ventura.

Quem costuma contratar o serviço

– Não tem tempo para se dedicar à organização da sua vida, casa, escritório, por estar focado no trabalho
– Sabe que precisa se organizar, mas não tem ideia de como começar
– Está estressada com a rotina complicada e falta de tempo
– Quer ganhar tempo para se dedicar ao que realmente importa
– Tem muitos pertences, mas não tem ideia do que tem e não encontra nada em meio à bagunça, gerando a necessidade de nova compra e o consequente desperdício de dinheiro
– Esquece de efetuar pagamentos, perde papéis importantes, esquece compromissos por falta de organização pessoal
– É comprador compulsivo, chegando ao ponto extremo da acumulação, sem saber o que fazer com tanta bagunça


Tags: , , ,

Deixe um comentário

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.

Minha Área - 2012 - Todos os direitos reservados.

Hotvia