Minha Área

No aconchego do lar

2 de Julho de 2013

Publicado em Arquitetura e Decoração, Manutenção por Minha Área | Nenhum comentário

Seja em casa ou em apartamento, é possível tornar o inverno mais quente e acolhedor com uma charmosa lareira

Com a chegada do inverno, ficar em casa fazendo um programa doméstico passa a ser uma boa pedida. Filmes, chocolate quente, cobertor e, quem sabe, uma lareira, passam a ser objetos de desejo para quem quer fugir do frio.

E, no caso da lareira, nem todo mundo sabe, mas o mercado oferece opções diversas, tanto para quem mora em casa quanto para quem vive em apartamento.

As tradicionais lareiras a lenha continuam sendo um modelo apreciado, mas também há alternativas a gás e elétricas que, além de fonte de calor, também servem como elemento decorativo dentro de uma sala de estar por exemplo.

A arquiteta Simone Albertini explica que a lareira deve ser escolhida de acordo com o ambiente em que será instalada.

“A lareira tradicional é mais indicada para casas, pois precisa estar em um espaço maior, entre 80 a 300 metros quadrados. É preciso uma área ampla em razão da queima da lenha – que dura cerca de três horas – e necessita que o ar do ambiente seja renovado. Para apartamentos, as lareiras indicadas são a gás ou elétricas, pois oferecem mais segurança para lugares menores e necessitam de uma tubulação geralmente já existente”, explica.

Decoração diferenciada

Muitas vezes a opção pela lareira é motivada pelo charme da peça na decoração, e não por sua possibilidade de aquecer o ambiente. É o que acontece na casa de Letícia Motolla.

“Construímos a lareira pensando mais na decoração do que no uso propriamente. A nossa lareira é a tradicional, a lenha. Já a acendemos algumas vezes, mas por conta do trabalho acabamos por deixá-la um pouco de lado”, conta.

Levar em conta este “trabalho” é fundamental para a escolha. As lareiras tradicionais de fato requerem maior atenção durante o uso e manutenção em geral.

Os três primeiros acendimentos devem ser feitos com lenha de fácil combustão e chama baixa, e a lenha deve estar sempre bem seca, pois lenha molhada gera muita fumaça.

Já as lareiras a gás não fazem sujeira e nem fumaça. Isso acontece porque não geram a fuligem com queima da madeira como nas tradicionais. Sua chama é gerada por combustão de gás, tanto natural quanto GLP (o de botijão).

As elétricas, por sua vez, são as mais simples. Ligadas à eletricidade (110 V), com uma abertura que libera ar quente, elas apenas necessitam de uma instalação elétrica exclusiva, caso contrário podem provocar queda de energia ou superaquecimento da rede.

O uso correto da lareira

  • Nunca use água para apagar a lareira, pois pode haver um choque térmico que causa rachaduras na estrutura. Deixe que apague naturalmente
  • Todo equipamento de aquecimento utiliza o oxigênio do ar, por isso é necessário promover uma renovação do ar no local para que o oxigênio seja reposto
  • Nunca use uma lareira sem tela de proteção
  • Dependendo do tipo de lenha, podem pular fagulhas. Antes de sair de perto da lareira, verifique se a tela está fechando bem toda a boca
  • Não remova as cinzas com a lareira quente ou em brasa
  • Limpe sempre no dia seguinte com as brasas apagadas

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.

Minha Área - 2012 - Todos os direitos reservados.

Hotvia