Minha Área

Mergulho perigoso

25 de Novembro de 2015

Publicado em Saúde e bem-estar por Minha Área | Nenhum comentário

Diversão garantida nos dias quentes, a piscina pode esconder bactérias e transmitir de doenças de pele

Nos dias quentes, para se refrescar do calor, nada melhor que um mergulho na piscina do prédio, certo? A diversão, porém, pode esconder diversas bactérias causadoras de doenças de pele. Mas o que fazer para curtir a piscina do condomínio sem correr riscos como esse?piscina

O primeiro passo é o condomínio pedir atestado médico de todos os frequentadores. O exame deverá ser realizado em trajes de banho por um médico dermatologista, que atestará a aptidão para utilizar ou não o local. Ele também serve para “evitar enganos e preconceitos com as pessoas que têm doenças de pele, como a psoríase ou dermatite atópica que não são contagiosas”, explica o médico dermatologista, Cid Sabbag.

Limpar a piscina seguindo os padrões da vigilância sanitária também é outro ponto importante e que deve ser adotado. O cloro deve ser medido de acordo com as normas preestabelecidas com base no tamanho da piscina. Se for o cloro na forma de gás, os cilindros de cloro e o equipamento de cloração devem ser colocados em compartimento separado, dotado de instalação de exaustão forçada para o exterior, com aberturas de admissão junto ao piso.

Entretanto, apenas o cloro na água não resolve. “Em excesso, ele pode irritar a pele e as mucosas respiratórias, especialmente em piscinas aquecidas que liberam vapores do produto com o calor”, adverte o Sabbag. É preciso cuidar da limpeza na área externa que circunda o local e não deixar restos de alimentos, que podem criar bolores e mofos e bactérias nocivas à saúde.

O ideal é, o morador tendo conhecimento dessas questões, estar atento à manutenção da piscina e alertar o síndico e os funcionários caso perceba algum problema.

Doenças transmissíveis – Micoses superficiais podem ser transmitidas nas áreas ao redor da piscina e em locais próximos, como cadeiras de plástico e pisos. As mais comuns são a pitiríase versicolor, conhecida como pano branco, uma infecção causada por fungos que resulta em pequenas manchas na pele, e as dermatofitoses, que são frieiras e micoses superficiais em pelos, unhas e pele.

Os vírus de pele são menos propensos a contágios coletivos, mas possíveis, como as verrugas virais, mais comuns nas crianças, e herpes labial ou genital. Por isso, deve-se fazer como a moradora de um condomínio na zona sul de São Paulo, Bianca Spatafora: “Se estou com alguma coisa contagiosa, como micose, por exemplo, não frequento a piscina”.

No condomínio dela, assim como no de Tamiris Fernandes, que mora na zona norte da capital paulistana, não é exigido o atestado médico para fazer uso do local. De acordo com o zelador de lá, Alceu Ramalho, o tema nunca foi discutido em assembleia e a limpeza é feita diariamente com cloro.

“Existem algumas regras, como não jogar futebol dentro da piscina porque pode sujá-la. Se alguém quiser brincar, pede uma bola especial”, conta Tamiris. Assim como Bianca, ela toma alguns cuidados. “Não entro com o cabelo solto e sempre passo uma ducha no corpo para tirar o bronzeador para que a piscina não fique suja tão rápido.”

Segundo o dermatologista Cid Sabbag, os condomínios também devem alertar para o uso de toalhas individuais e orientar sobre o uso, com normas rígidas afixadas em lugar visível para todos.

Diversão sem estresse

  • Micoses são as doenças mais comuns nas piscinas. Por isso, a limpeza deve ser diária
  • O atestado médico deveria ser algo exigido de todos os condôminos para utilização do espaço, de forma a se preservar a saúde de todos. Se não estiver sendo solicitado no prédio, vale a pena falar com o síndico e explicar a importância
  • Da mesma forma, é importante colocar avisos bem visíveis e legíveis com as regras de uso do local fixadas logo na entrada da piscina
  • Se algum morador for contra as medidas, o tema pode ser discutido em assembleia na presença de um especialista para comentar sobre as doenças e suas consequências

Tags: ,

Deixe um comentário

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.

Minha Área - 2012 - Todos os direitos reservados.

Hotvia