Minha Área

Jardim na parede do apê

21 de Maio de 2015

Publicado em Arquitetura e Decoração por Minha Área | Nenhum comentário

Tradicional ou vertical, contar com um espaço verde cheio de plantas e flores ajuda a dar vida a qualquer ambiente

Num cenário urbano, onde os prédios costumam tomar o lugar do verde, contar com plantas e flores dentro do apartamento é um privilégio. E são muitas as alternativas para quem tem ao menos um pequeno espaço dedicado a esta finalidade.Uma delas é criar os chamados jardins verticais, que podem ser aplicados em muros e paredes, tanto em superfícies externas quanto internas.

O jardim vertical vem ganhando pontos quando se trata de projetar espaços verdes em apartamentos. Isso porque, para tê-lo, não é preciso contar com uma área grande.

“Se faltam metros quadrados, as plantas podem subir pelas paredes. Os jardins verticais passaram a ser uma necessidade para as pessoas que gostam de verde, mas moram em apartamentos pequenos. Além disso, são cada vez mais comuns em fachadas externas”, explica a consultora do Mesa e Afins Célia Mineiro.

Um jardim vertical pode ser criado de diversas formas. A consultora explica que o primeiro passo é identificar onde será montado, medir o tamanho disponível e comprar um painel de parede ou das chamadas “cédulas vivas ou plantadoras”.

“Eles geralmente vêm em dez ou 45 células e, dependendo do tamanho do jardim, você pode comprar vários painéis. As células plantadoras são uma série de espaços individuais para colocar suas plantas e vêm com ripas em ângulos que permitem que as plantas selecionadas cresçam verticalmente. Além disso, as ripas angulares permitem que a água escorra e vá para para dentro de cada plantador.”

Hora de usar a criatividade

Além do uso de painéis para espaços maiores, especialistas sugerem o uso de treliças – estruturas formadas pelo cruzamento de tiras de madeiras ou bambus – para sustentar as plantas que serão colocadas. Dá para usar a criatividade e escolher entre as diferentes espécies ou adquirir kits prontos, que já são projetados para reservar água e repassar o excedente aos vasos debaixo.

Como complemento, Célia, do Mesa e Afins, explica que é importante escolher as plantas certas e avaliar a quantidade de sol disponível na área onde será montado o jardim.

“Lembre-se, ao escolher as plantas, de não selecionar as que têm um grande sistema de raízes. Se houver uma grande quantidade de sol, escolha as suculentas. No entanto, se sua parede é sombria, as samambaias ou hera serão mais apropriadas. E, tendo dúvidas, procure a orientação de um profissional e mãos à obra.”

Opção também na área externa

Como os jardins verticais são uma opção tanto para áreas internas ou externas, eles também podem ser uma alternativa para os condomínios que têm um foco mais ecológico, ajudando a filtrar o ar, controlar a umidade e dar novos ares à paisagem urbana.

Em São Paulo, a prefeitura já informou que instalará jardins verticais nos edifícios vizinhos ao Elevado Costa e Silva (o Minhocão), tendo publicado no último mês de março o Decreto 55.994, que permite a conversão da compensação ambiental em obras e serviços, jardins verticais e coberturas verdes.

Gostou da ideia? Você pode sugerir ao síndico!

O que é necessário

  • Muro, parede ou grade (dentro ou fora) para você pendurar o seu jardim vivo
  • Células plantadoras
  • Plantas
  • Design criativo
  • Terra

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.

Minha Área - 2012 - Todos os direitos reservados.

Hotvia