Minha Área

Cozinhando bem e sem riscos

17 de Setembro de 2014

Publicado em Manutenção por Minha Área | Nenhum comentário

É bom ficar de olho no funcionamento do fogão, pois certos cuidados mantém a segurança e fazem com que dure mais

Até para quem não gosta de cozinhar, um fogão acaba sendo um eletrodoméstico imprescindível. Há muitos modelos no mercado, dos mais simples aos mais tecnológicos, e todos eles precisam receber atenção especial com relação ao funcionamento. É assim que durarão mais e não oferecerão riscos aos moradores.

Ao longo dos anos de uso, por exemplo, há um desgaste natural das peças externas, que, afinal de contas, são constantemente expostas ao fogo. Essas peças podem ser trocadas se necessário, sendo importante mantê-las limpas e de acordo com as informações do manual de instruções.

Problemas mais comuns

Segundo Adilson Vendemiato, gerente de Engenharia do Grupo Mabe, a falta de limpeza pode causar problemas, mas nem sempre dá para resolver tudo de forma autônoma. “Às vezes, os orifícios dos queimadores ficam entupidos, deixando o círculo de fogo inconstante ou sem qualquer chama. Se isso ocorrer, será necessário fazer a limpeza dos injetores de gás.”

Neste caso, o recomendável é chamar sempre um técnico da rede autorizada e não usar agulhas nem qualquer outro objeto metálico, pois isso poderá aumentar o furo de passagem de gás, ocasionando o mau funcionamento do queimador.

Manutenção ao longo do tempo

O tempo entre uma manutenção ou outra depende do bom manuseio e também das condições do eletrodoméstico. É preciso ficar atento.

A enfermeira Márcia Urquiza, por exemplo, tem o mesmo fogão há 13 anos e levou o aparelho para uma primeira manutenção com o intuito de melhorar a intensidade da chama, que era fraca. Foi aí que descobriu que um entupimento causava a redução.

“A partir daí fiz mais duas manutenções pensando na segurança. Sei que a válvula da mangueira tem prazo de validade e me preocupo com isso.”

A Comgás, maior distribuidora de gás do Brasil, recomenda que a válvula que liga o fogão à rede de gás natural canalizado do condomínio seja normatizada e de tramas de aço.

O prazo de validade é de cinco anos e ela deve ser trocada sempre após esta data, pois com o tempo pode ressecar, causando vazamentos.

Utilização de forma segura

Além da limpeza e das manutenções regulares, vale a pena prestar atenção no local onde o fogão está instalado. O ideal é que haja circulação de ar em volta do fogão a gás. Pouca ventilação produz falta de oxigênio. Se tiver dúvidas, peça orientação ao instalador.

Além disso, antes de utilizar um fogão novo, é preciso remover com cuidado a película plástica que recobre e protege a mesa. Após retirá-la, utilize um removedor caseiro e um pano macio para eliminar a substância adesiva.

Também tome cuidado ao movimentar o produto. Sempre que isso for feito, desligue-o da tomada para evitar choques ou desligue o gás na válvula do botijão.

Botijões ou gás encanado?

– Não há uma legislação nacional sobre o uso de botijões de gás no País, apenas normas técnicas e legislações referente a cada Estado ou município

– No Rio de Janeiro, por exemplo, o uso em apartamentos é proibido desde 1976, e na cidade de São Paulo não é permitido o uso de botijões em locais que já possuem sistema de gás canalizado

– Para a instalação de gás, a ABNT estabelece (através da norma NBR 15.526 de 2007) algumas condições mínimas para a canalização

– Quando há instalação do sistema de canalização de gás em um condomínio, é preciso que haja vistoria e teste de instalação por parte da concessionária de gás, além de um auto de vistoria dos Bombeiros que vale entre dois e três anos e deve ser validado depois deste tempo


Tags: , ,

Deixe um comentário

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.

Minha Área - 2012 - Todos os direitos reservados.

Hotvia