Minha Área

Brechó virtual

12 de Março de 2015

Publicado em Meu bolso por Minha Área | Nenhum comentário

Não tem mais utilidade para você? Veja como vender roupas, objetos e móveis sem sair do apartamento

Móveis, roupas, sapatos, utensílios domésticos, livros. São muitos os objetos que podem estar encostados nos armários e guarda-roupas do apartamento e que, além de poderem ser úteis a outras pessoas, também possibilitam a obtenção de renda extra se vendidos.

Segundo a economista Milena Glasman, a vantagem de se vender objetos sem utilidade é a possibilidade de se ganhar um dinheiro a mais em uma época em que a economia não está lá essas coisas.

“No momento atual, com a crise econômica e a inflação em alta, os consumidores acabam preferindo produtos de segunda mão, mas de boa qualidade, no lugar de produtos novos. Uma pesquisa feita no final do ano passado pelo site OLX com seus usuários mostrou que o Rio de Janeiro lidera o mercado de produtos usados.”

O caminho das pedras

Com o avanço da internet, negociar o que não se usa ficou ainda mais fácil, já que as redes sociais permitem a troca de informações e o envio de imagens dos objetos com muito mais agilidade.

Um primeiro passo para quem quer vender o que não usa mais é fazer uma pesquisa de preços, o que evita que sejam estabelecidos valores fora do mercado para as peças. Milena explica que essa pesquisa de preços pode ser feita em grandes sites de vendas de produtos usados, podendo-se, assim, chegar a uma média.

Estabelecidos os preços uma ideia boa é fazer uso de tecnologia para mostrar os produtos e convidar potenciais interessados na compra.

A jornalista Andréia Brasil se mudou para Holanda com o marido no ano passado e optou por vender seus móveis, assim não teriam o trabalho de levá-los para outro país.

“Quando decidimos nos mudar, percebemos que era muito mais viável comprar tudo de novo aqui mesmo ao invés de trazer. Então, colocamos a maior parte dos nossos móveis e eletrodomésticos à venda, assim poderíamos nos desfazer das nossas coisas e ainda arrecadar um dinheiro extra.”

Brasil ainda conta que a forma utilizada para as vendas foi um site.

“A ideia de montar o site surgiu no instante em que decidimos vender as coisas. Rodrigo, meu marido, é desenvolvedor de softwares, então, montar um site com essa finalidade foi bem simples para ele. Mas poderia ter sido um blog também, que teria o mesmo efeito. Achamos que essa era a maneira mais fácil e organizada de divulgar informações e fotos dos produtos para as pessoas.” Uma vez que o potencial comprador gostasse da peça, ia até o apartamento para fazer a conferência final e acertar o pagamento.

Bazar em casa

Outra opção para quem pensa em vender roupas usadas ou sapatos, objetos que as pessoas gostam de provar antes de adquirir, é realizar um bazar no apartamento.

Para isso vale avisar os amigos e conhecidos, pedir a confirmação de presença e deixar uma lista na portaria. Desta forma a segurança está garantida também.

Dicas de especialista

  • Tire um final de semana para organizar e separar os objetos que serão vendidos
  • Verifique a qualidade dos objetos que não quer mais. Se estiverem em boas condições, você pode vendê-los
  • Pesquise médias de preços e faça um anúncio definindo de forma clara as características do produto: marca, modelo e cor
  • Tire foto
  • Utilize sites de vendas e suas redes sociais para divulgar. Avalie se o objetivo é oferecer apenas para conhecidos ou expandir para um público maior

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Tem de ter a sessão iniciada para publicar um comentário.

Minha Área - 2012 - Todos os direitos reservados.

Hotvia